Patrões não podem questionar funcionários sobre publicações no Facebook

Redes Sociais

O Conselho da Europa recomendou várias normas para defender a privacidade dos empregados, como o não acesso ao email profissional sem autorização do mesmo.

A informação foi divulgada e publicada no passado dia 1 de abril pela Direção-Geral da Política de Justiça, mas só recentemente está sendo noticiada pelo Diário de Notícias. Segundo o documento, “Os empregadores não devem questionar ou pedir a um empregador ou um candidato a emprego o acesso a informação que ele ou ela partilhem com outras pessoas online, nomeadamente através das redes sociais”.

Segundo o DN, estas recomendações não são obrigatórias, mas devem ser acatadas pelo vários Estados Membros,

Relembramos que, em Portugal, já houve despedimentos considerados legais pelo tribunal por publicações nas redes sociais, mas esta nova norma pode alterar este tipo de processos disciplinares.

Fonte: Tecnologia.com.pt